a cidade e as terras

Janeiro 31 2010

O fim de semana na terra mostrou-me como, no meio de um torpor que parece atravessar a sociedade, afinal as pessoas ainda mexem e se mexem por causas. Quando tudo à volta parece adormecido, em particular a minha cada vez mais tranquila terra - onde nada parece se passar, no que isso tem de bom e de mau -, num repente há uma sucessão frenética de eventos, envolvendo centenas de pessoas na organização, e que ainda vai a meio do percurso que termina em Março. Jantares com música ao vivo, torneios de cartas, vendas de garagem, caminhadas, espectáculos de teatro. A pacata cidade será nos próximos meses palco de uma movimentação inédita, que já leva a receios de algumas pessoas de não aguentarem tantas solicitações. Tudo em nome da Liga Portuguesa Contra o Cancro e da luta contra essa tão malfadada doença. Quando a sociedade parece ausente, quando este mundo parece cada vez mais egoísta, vão sendo iniciativas como esta que nos mostram que as pessoas ainda estão vivas e capazes de o mostrarem em nome dos bons sentimentos. O resultado é tão eficaz que transformaram a minha cidade ao ponto de já hesitar aos fins de semana se este será o melhor destino para descansar.

publicado por Joao AC às 22:11

palavras soltas de um provinciano acomodado a Lisboa com uma grande compulsão para sair a correr terras
CAIXA DE CORREIO
acidadeeasterras@gmail.com
PESQUISAR
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
22
23

24
30